terça-feira, março 5, 2024

HomeCulturaCâmara aprova Carnablocos em Herval

Câmara aprova Carnablocos em Herval

Por unanimidade, vereadores autorizaram a realização do evento. Mas fizeram ressalvas sobre o cumprimento das regras e pediram contrapartidas, como a instalação de câmeras de monitoramento na cidade e proteção dos equipamentos públicos

Rodrigo Leitão
jornalismo@raizesdiario.com.br

A Câmara Legislativa de Herval d’Oeste aprovou, por unanimidade, a realização do Carnaval de Blocos na Praça Olímpio da Rocha, em sessão extraordinária, nesta terça-feira. Dos 11 vereadores, oito compareceram. Mas eles fizeram algumas exigências para que o evento possa permanecer na cidade por mais tempo, além de uma edição apenas, em 2019.

Ronaldo Rosa (PSDB) pediu que a Associação de Profissionais de Carnaval do Oeste Catarinense (Aprococ) instale ao menos quatro câmeras de monitoramento na região da Praça. “Como haverá lucro, não sabemos se muito ou pouco, sugeri que os organizadores repartam esse lucro com um percentual para câmeras de monitoramento, um percentual para a Upa e um percentual para a manutenção e revitalização da Praça”. Ronaldo Rosa também pediu que a organização converse com os empresários do entorno da Praça “para tomarem providências em conjunto que impeçam quaisquer danos ao patrimônio físico após as folias.” O vereador destacou que trabalha para que o evento gere dividendos para Herval d’Oeste.

IMPOSTOS
“Claro que vai causar alguns transtornos para os moradores daquela localidade”, reconheceu Diego Costa (PP). “Mas precisamos incrementar os negócios na cidade. Os organizadores me garantiram que toda a compra de bebidas será feita no munícipio de Herval d’Oeste, tanto que o nome da área cercada será “Arena Passarela”, revelou o parlamentar, apostando no retorno de investimentos por meio de impostos a serem arrecadados.

“Queremos que os organizadores dos blocos assumam a responsabilidade de cuidar bem da Praça”, cobrou o vereador  Valdenir Antonio Rodrigues (PP), o Boca. “Podemos prevenir possíveis danos. Eu vou fiscalizar de perto. Em novembro, em reunião que definiu a realização do Carnablocos, ficou acertado que eles trariam uma planta do evento, aqui, hoje. Por que não veio junto um projeto pra gente saber como será? Depois que estiver pronto não teremos como fazer nada. Então, se achar que não está correto vou cobrar do Executivo e os diretores dos blocos sim. Nós somos a favor do Carnaval, desejamos um grande evento, mas queremos organização”, exigiu o vereador.

ABRACE HERVAL
O presidente da Câmara Municipal de Herval d’Oeste, vereador Adelar José Provenci, O Kiko (PR) disse que além do Carnaval, foi aprovada a lei que institucionaliza a parceria público-privada para a preservação de bens públicos na cidade, o chamado “Abrace Herval d’Oeste”, que vai facilitar a manutenção de logradouros com recursos privados. Ele ressaltou a importância da realização do Carnablocos defendendo ser “um projeto importante, um evento grandioso”. Mas ponderou sobre a preocupação da Casa.

“É um evento para duas mil, três mil pessoas e precisamos ter segurança. Dentro do projeto já existem algumas deliberações neste sentido e esperamos que a organização do evento cumpra esses requisitos.”

O presidente da Associação de Profissionais de Carnaval do Oeste Catarinense) (Aprococ), o empresário Rodrigo Garcia, disse que vai atender todas as solicitações e anunciou uma série de atrações para as cinco noites de folia na principal praça de Herval d’Oeste.

“Vamos analisar com o maior carinho e tentar implementar o que for possível já para 2019. Vamos buscar parcerias com empresários e tentar implementar já agora as câmeras de segurança, senão ficará para 2020. Quanto aos equipamentos da Praça já nos comprometemos em reparar e consertar tudo o que for danificado, mas esperamos que não seja necessário.”

ATRAÇÕES
Garcia informou que os ingressos já estão à venda e garantiu a participação da Bateria da Aliança, Henrique e Diego e Ed Lemon (na sexta-feira, dia 1/3); MC Fiott e o DJ Jesus Luz, em marido da Madonna e a banda Lunara (sábado, dia 2/3). Segundo Garcia, no domingo, dia 3 de março, sobem ao palco a banda Lunara, Léo Rodrigues e Banda Misturô. Na segunda, dia 4, será a vez do Pagode Social e uma reprise de Misturô e Lunara. Encerram o Carnablocos, numa programação mais cedo, vários DJs numa grande programação de música eletrônica.

O repertório será bem variado, segundo Rodrigo Garcia. “Teremos desde o axé, samba e música eletrônica até aquelas marchinhas antigas de Carnaval”, informou o organizador. “Nosso público maior é de 18 a 25 anos, e o gosto musical dele é bastante eclético. Mas também vamos resgatar o Carnaval de antigamente, uma questão cultural mesmo, que não pode ser esquecido”, disse o dirigente.

Posts semelhantes

Posts recentes