sexta-feira, junho 21, 2024

HomeColuna Saca RolhaCOLUNA SACA ROLHA: Vinhos para saborear no outono

COLUNA SACA ROLHA: Vinhos para saborear no outono

Estação que chegou esta semana traz noites mais frias e dias mais amenos, proporcionando a apreciação de vinhos tintos com mais corpo. Os pratos também ganham mais estrutura e, por isso, podemos investir em exemplares com mais presença em boca, frutados, de taninos macios e certo frescor, rosés de países do Velho e do Novo Mundo, como Portugal e Estados Unidos. Se sua predileção for por vinhos brancos, aposte em exemplares de corpo leve a médio, com breve passagem por barricas de carvalho.

Rodrigo Leitão
jornalismo@raizesdiario.com.br

Se no verão pedíamos vinhos mais frutados, ácidos e refrescantes, no outono que é uma meia estação, devemos buscar um pouco mais de estrutura. Isso quer dizer que os vinhos da estação são mais encorpados, com maior acidez, passagem leve por madeira, com taninos macios, mais leves e, de preferência de origens como Portugal e Espanha. Se a sua opção for por rosés e brancos, pode aproveitar s vinhos brasileiros, de excepcional acidez e frescor.

Neste período, as temperaturas ainda podem se manter razoavelmente altas, durante o dia. Mas, ao cair da tarde, o friozinho típico da estação vai impor uma taça mais fechada, tinta com estrutura mediana e um pouco de tanino.

Siga sas dicas para saber escolher um bom vinho de outono e celebre com a família e os amigos!

MERLOT
A primeira dica é procurar vinhos um pouco mais encorpados, como os tintos de médio corpo. As uvas Cabernet Sauvignon, Carménère, Merlot, a Garnacha, a Syrah e os vinhos do Rhône são a pedida certa, pois além de mais corpo, também são suaves e geram vinhos macios, com taninos equilibrados para os pratos da estação.

Os brancos não ficam de fora, basta optar pelos rótulo com caráter mais maduro e passagem por madeira. Os vinhos com mais corpo são mais quentes, possuem mais calor, ideais para o friozinho que se aproxima.

ROSÉS
O segundo ponto que demanda a nossa atenção são os pratos que serão acompanhados do vinho. Com as temperaturas caindo, o nosso corpo naturalmente pede por alimentos mais pesados e nutritivos, dando adeus aos pratos leves e às saladas de verão.

Os ingredientes típicos dessa época do ano são a abóbora, a abobrinha, a mandioca, a batata-doce, a berinjela, o quiabo e, claro, o pinhão!

A abóbora fresca da estação é perfeita para preparar o famoso camarão na moranga. Para acompanhar esse prato, escolha um rosé mais encorpado, como os rosés portugueses, ou um riesling.

Abobrinha recheada com carne moída é outra excelente opção para o outono. Uma prato assado, leve, que pode ser feito para entrada ou como entrada. Para harmonizar, um Carménère chileno com notas herbáceas.

A mandioca pode ser usada para preparar um nhoque diferente, substituindo a batata, e acompanhado de um maravilhoso molho de tomate caseiro e um vinho da região italiana da Toscana, como o Tinto Talenti Zirlo Toscana, ou pode ser cozida junto com uma carne de panela.

As noites de queijos e vinhos voltam a ser perfeitas para reunir os amigos em casa. A dica de ouro é escolher vinhos que tenham corpo e sabor intenso compatíveis com a intensidade do sabor do queijo, e taninos que equilibrem a gordura dos tipos escolhidos.

INTENSIDADE
Vinhos macios e fáceis de beber são a escolha certa. Ainda mais para quem quer bebê-lo aperitivo, ou seja, sem necessariamente estarem acompanhados de comida. Procure especialmente por vinhos aromáticos, como os com aromas de frutas maduras e especiarias. Notas de madeira e chocolate também trazem uma experiência sensorial incrível!

Os vinhos do sul do Rhône são perfeitos para harmonizar com uma noite de outono. Eles preenchem todos os requisitos para a meia estação: têm aromas de frutas e especiarias, corpo médio, acidez e álcool bem integrados. Este é extremamente agradável e combina muito bem com uma tábua de queijos e embutidos ou com um steak au poivre.

Posts semelhantes

Posts recentes