sexta-feira, março 1, 2024

HomeMotorPromoção de aniversário da AutoShow

Promoção de aniversário da AutoShow

Marlus Rodolfi Koche, gerente geral AutoShow

Chevrolet para todos os bolsos

AutoShow completa 9 anos em Joaçaba e faz promoção de novos e usados, com juros acessíveis e financiamento que cabe no orçamento para sair de carro novo. Nesta entrevista, o gerente geral Marlus Rodolfi Koche dá dicas para avaliar, comprar, vender e trocar seu carro, além de traçar um perfil do consumidor joaçabense. Ele também celebra a liderança de mercado com o Ônix

Claudia Mota e Rodrigo Leitão
jornalismo@raizesdiario.com.br

Líder de mercado no Brasil há quatro anos, o Ônix é o carro mais vendido do Brasil. Hoje, em Joaçaba, esse quadro não é diferente do resto do País. Na concessionária Chevrolet AutoShow, que completa em agosto nove anos de atividades na cidade e faz uma grande promoção para celebrar a data, o ônix também é campeão de vendas.

De acordo com o gerente geral da AutoShow, Marlus Rodolfi Koche, Ônix tem preço de saída a partir de R$ 43.790,00, mas, dependendo do modelo, pode chegar a R$ 76 mil. “Ele é líder de comercialização em todo o Brasil, há 48 meses, muito em função da interatividade multimídia e de seu espaço e conforto internos”, explica Marlus.

Foto Claudia Mota
Foto Claudia Mota

INTERATIVIDADE
Os carros Chevrolet são extremamente completos. Eles têm ar-condicionado, direção elétrica, vidro elétrico, trava e alarme. “Então, hoje a gente não tem carro básico. O Ônix vende bem porque está no patamar dos carros 1.0, pela média de preço, mas entrega um conteúdo adicional”, justifica o gerente.

Marlus Koche identifica que o comprador do Ônix é o jovem que busca tecnologia e interatividade, além do público feminino, que exige ergonomia e dirigibilidade: “Conforto e também pela direção elétrica. A versão 1.4 já sugere um perfil familiar, família de média idade. E como ele tem um mix bem variado, passa por vários perfis de consumidor”, define.

RECUPERAÇÃO
Passando por uma adaptação de 2014 para cá, em virtude da crise econômica do país, o mercado de autos em Joaçaba ainda está sentindo o baque financeiro. Mas, segundo o gerente, a AutoShow está fortalecida nessa mudança de mercado, porque saiu líder de vendas na recuperação econômica que começou este ano. “Tanto o Grupo AutoShow quanto a marca Chevrolet estão tendo um bom desempenho alavancado pelas ótimas vendas do Ônix”, esclarece Marlus Koche.

Foto Claudia Mota

NOVA COR
A cor mais pedida para os veículos, em Joaçaba, é o branco. “São ciclos”, explica o gerente. “Já houve o momento do prata, o momento do preto e há algum tempo o carro branco é o mais procurado”, diz ele. Segundo Marlus, já é possível identificar uma movimentação que tende ao carro de cor, tanto no mercado quanto na fabricação, por parte das montadoras de veículos.

“O azul voltou, o vermelho voltou, tem carro amarelo, carro laranja e existe uma tendência hoje para que o carro cinza seja o ‘próximo branco’. A próxima cor do momento”, anuncia o especialista.

O gerente explica que, na hora da venda, a cor pode fazer diferença, dependendo da segmentação. “Ela interfere na avaliação, mas não é essencial. Quanto mais escuro o carro, maior a possibilidade de seu mercado ser restrito. Se for uma picape, por exemplo, o preto terá uma diferenciação para o branco. Porque a cor preta evidência mais a imperfeição, o mau uso, o risco. E se for de serviço ou de fora da estrada isso vai aparecer mais. Tem uma relevância no mercado, mas não é um fator tão determinante. A variação é pequena”, analisa.

PROMOÇÃO
Em virtude do aniversário de 9 anos da AutoShow em Joaçaba, a concessionária está com uma promoção que se estende até dia 31. A campanha, exclusiva para a região, oferece o Ônix com entrada de R$ 19 mil e parcelas de R$ 799 para um carro zero, completo. Outra boa pedida é taxa zero em 36 parcelas para adquirir um Cruze. E descontos de até R$ 20 mil, dependendo do modelo premium. “Neste mês, você vai encontrar aqui na AutoShow carros zero km com desconto até R$ 20 mil. Um dos modelos com essa vantagem é a S10 a Diesel (pronta entrega!)”, anuncia Marlus Koche.

SEMINOVOS
“Temos muita tradição no seminovos. Prezamos a qualidade e não a quantidade. Estamos praticando preços na tabela Fipe para esse segmento, taxa especial de juros e uma boa avaliação do seu usado, que entrará no negócio numa condição diferenciada”, revela o gerente. Ele lembra que, “hoje, o carro seminovo representa 60% da venda de veículos zero km. Ou seja, a cada dez carros zero km vendidos, são vendidos seis carros usados”.

Segundo o gerente geral da AutoShow, na região de Joaçaba, há uma demanda bem interessante para usados, também voltado para o mercado premium. “Na Autoshow, os seminovos atendem qualquer marca, é multi bandeira. Às vezes, esse seminovo é de baixa quilometragem e tem até garantia de fábrica”, informa.

“No seminovo fazemos uma triagem rigorosa. Quem visitar o pátio vai ver que não importamos com a quantidade e sim com a qualidade do veículo. Só vendemos o que compraríamos para nós mesmos”. Segundo ele, uma característica em Joaçaba é negociar o carro de primeiro dono. “O cliente compra um carro, usa por dois anos, em média, e troca por um novo. Eu tenho um Argo agora, com 150 km. O cliente não se adaptou e veio trocar por um Chevrolet”.

AVISO IMPORTANTE
Marlus Koche avisa que “se você estiver procurando um carro seminovo, passar aqui e não avistar o modelo no pátio, entre na loja e peça. Nós temos uma rede de concessionárias e nossos consultores vão achar um para você. Temos 13 lojas e mais de 500 carros em estoque”, informa o gerente.

……………………………………………………………………………………………………………………………………………

Joaçabense prefere veículo premium

O consumidor de Joaçaba tem como característica comprar carro premium. Essa é uma característica também da região, como explica Malus Koche, gerente geral da AutoShow Chevrolet. Mas, segundo ele, aqui na cidade essa característica é mais evidenciada. “É uma tendência mais forte. Isso é determinado pelo perfil do joaçabense, pelo poder aquisitivo. Essa característica, inclusive, garantiu para a AutoShow a liderança estadual de venda de Cruze, que é um carro de alto valor. Isso se dá também pela estrutura de cidade, por causa do relevo. Como sugestão, para a geografia da região, ele sugere como boa compra um veículo de motorização 1.4 para cima. “O consumo dos carros, na comparação entre 1.0 e 1.4, é compatível, isso por causa do relevo do município”, analisa o gerente Chevrolet.

Sem desmerecer o carro 1.0, que hoje conta com 80 cavalos de força e tem bom preço, a potência, aqui na região reflete em economia, de acordo com Marlus Koche.

CÂMBIO
“Câmbio automático é uma coisa fantástica”, celebra o gerente. Claro que existe uma diferenciação de preço, como ele bem define, “mas o câmbio automático é uma tendência de mercado tão forte, que ela está dominando os lançamentos”, explica o gerente. Marlus Koche informa que os carros premium, hoje, na marca Chevrolet, não são mais fabricados com câmbio manual. “Não existe mais demanda para carro manual do perfil de S10, Tracker, Cruze, etc.”, explica.

TROCA
Especialista no segmento automotivo, com mais de uma década de atuação, Marlus Koche chama atenção para a troca de carro. Ele argumenta que existem dois pontos de vista. E confirma que o carro zero km tem uma depreciação inicial. “Aquela comparação que o cliente faz. Comprei, emplaquei, encostei do outro lado da rua, já não vale o que eu paguei. Exato!”.

Segundo Marlus, a depreciação inicial é um pouquinho maior no primeiro ano. Depois ela se equilibra. “Só que, como os carros hoje têm garantia de três anos, estou falando de Chevrolet, o fato de você ter um custo muito baixo neste período (não troca pneu, não troca correia dentada, não tem manutenção), o seguro é mais barato, o financiamento é mais barato, essa composição faz com que a depreciação inicial se equivalha”, analisa ele.

De acordo com o gerente, normalmente, o brasileiro fica em média dois anos com um carro novo. Segundo ele, isto é uma grande vantagem na troca. “Porque quando você entrega um carro ainda com garantia numa concessionária, eu consigo te pagar mais pelo seu veículo. Um estudo recente revelou que o seminovo tem sua melhor precificação na casa dos dois ou três anos”, compara.

Ele explica que, se for feita uma comparação entre os custos de manutenção de um seminovo e a depreciação do zero km, o consumidor acaba optando pelo carro novo, porque no conjunto e no período de dois anos de propriedade fica mais em conta comprar o zero km.

FINANCIAMENTO
“O financiamento de carro zero é extremamente mais vantajoso”, incentiva Marlus. O gerente explica que a maioria dos parcelamentos, hoje, está entre 36 e 48 meses. Segundo ele, a taxa de juros para autos, também está viável, porque a transformação econômica do país reduziu o mercado e fez com que as instituições financeiras acabassem facilitando a compra com juros melhores. “Hoje está muito melhor financiar um carro do que em 2013. A taxa de juros está menor. Até pouco tempo atrás, a taxa de juros era básica, a mesma para todos. Hoje não, cada tipo de comprador tem uma taxa diferenciada, calculada por score. Ou seja, o banco olha muito mais a experiência que você tem de mercado. Está beneficiando o bom pagador, o que paga em dia e o que tem uma experiência positiva. É possível, hoje, alcançar taxa em seminovos na faixa de 0,95%. Além da linha de zero km que tem taxa zero, que é melhor que consórcio. A modalidade de crédito é muito pessoal, mas melhorou muito, em relação a preço”, conclui Marlus Koche.

Posts semelhantes

Posts recentes