sexta-feira, julho 12, 2024

HomeAgroVereadores criticam fechamento da Cidasc em Joaçaba

Vereadores criticam fechamento da Cidasc em Joaçaba

Foto Arquivo RD

A possibilidade de fechamento da Regional da Cidasc em Joaçaba motivou o vereador Sergio Favretto a apresentar uma Moção de Protesto ao governador Carlos Moisés da Silva e ao secretário de Agricultura e Pesca Ricardo de Gouvêa. Diz o texto: A Câmara de Vereadores de Joaçaba registra Moção de Protesto ao fechamento da Administração Regional da CIDASC de Joaçaba.

A CIDASC, uma das três empresas vinculadas à Secretária de Agricultura de Santa Catarina, possui sua Administração Regional em Joaçaba há mais de 30 anos, tendo sob sua abrangência treze municípios de relevante importância no agronegócio e mais duas barreiras sanitárias, uma na divisa com o Paraná e outra na divisa com o Rio Grande do Sul, totalizando cerca de 36 funcionários efetivos. Essa mesma regional abrange também importantes agroindústrias, sendo uma delas a maior de Santa Catarina e da América Latina no abate de aves, a BRF de Capinzal, e ainda dois frigoríficos de abate de suínos, a Aurora Alimentos e a BRF de Herval d’Oeste.

A região atendida pela Regional da CIDASC de Joaçaba caracteriza-se pela grande concentração de granjas produtoras de aves e suínos, principalmente nos municípios de Capinzal, Lacerdópolis, Joaçaba, Herval d’Oeste, Erval Velho e uma das mais importantes bacias leiteiras do estado, sendo que Joaçaba está localizada no centro da região e é considerada um polo regional. Além disso, também é importante destacar que a Regional da CIDASC de Joaçaba possui prédio próprio, não tendo despesas com aluguel, sendo economicamente favorável a sua permanência neste local.

Já do ponto de vista do impacto social desta medida, a Regional de Joaçaba possui hoje 19 auxiliares agropecuários que atuam no posto de fiscalização de Água Doce, divisa com o Paraná que, com a mudança, terão seus vínculos transferidos para a Regional de Videira. Ainda nessa linha, na Regional de Joaçaba encontra-se o serviço de inspeção de produtos de origem animal com 24 estabelecimentos com SIE – Serviço de Inspeção Estadual, sendo cinco deles abatedouros de bovinos que, juntos, abatem em torno de 2 mil cabeças por mês. Este importante serviço de saúde pública é executado por médico veterinário de Joaçaba que, com esta alteração proposta, será vinculado a Campos Novos que não tem nenhum registro de estabelecimento com SIE.

Favretto diz que espera que o Governo Estadual, através de sua Secretaria de Agricultura e Pesca, possa se sensibilizar com as razões aqui apresentadas e reverter essa decisão.

Posts semelhantes

Posts recentes